Responsabilidade Afetiva

Por Kelle Cristina / Blog Transmute 

Já ouviu falar em responsabilidade afetiva? Sabe o que significa ?

Bom, vamos começar com uma historinha básica. 

Você fica com uma pessoa. Ela conversa com você todos os dias, te manda mensagens carinhosas, te apresenta para os amigos e até pra família. Aí do nada, ela some, não te responde mais e nem te dá um motivo pro sumiço e, como se não bastasse, inicia “do nada” um relacionamento com outra pessoa.

Aí você para e se pergunta: como uma pessoa pode ser tão irresponsável assim com o sentimento da outra? 

É aí que entra a responsabilidade afetiva.

A discussão sobre responsabilidade afetiva ganhou muita força nesta pandemia, principalmente pelos inúmeros casos de separações que aconteceram neste período. 

Responsabilidade afetiva é querer e se responsabilizar pelo sentimento e pela expectativa que você cria em outra pessoa. É saber se colocar no lugar do próximo e ser o mais claro possível sobre seus sentimentos e suas intenções.

Deixar a outra pessoa ciente do que você realmente quer é de extrema importância nas relações, seja ela afetiva, familiar, de amizade ou até mesmo profissional. 

Mas é importante a gente pensar também que não é só a responsabilidade do outro que devemos observar. Afinal, você costuma tratar as suas relações com clareza?

É preciso se atentar na impressão que passamos para a outra pessoa. Não podemos prometer relações e nem nada que sabemos que não somos capazes de cumprir. Claro que isso não significa que devemos atender a todas as expectativas do outro. 

O importante é não criar joguinhos e muito menos esperar que o outro adivinhe o que você quer. Ninguém é obrigado a ler nas entrelinhas e nem decifrar comunicação mal feita.

Converse com a pessoa com quem está se relacionando, coloque tudo às claras. Deixe a pessoa livre para decidir se deseja ou não se conectar na mesma energia que você. E caso as dúvidas sejam suas, pergunte o que o outro espera da relação. 

Não seja com o outro, o que odeia que seja com você! 

Referência: Podcast Afetos

Mais sobre Responsabilidade Afetiva: 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s